sábado, maio 20, 2017

HOMENAGEM À DICA FRAZÃO

Hoje, o pôr do sol,
Iniciou tímido, em Santarém...
Parecia triste, a se esconder, por entre as frestas das nuvens.
A quimera de Nilson Vieira
Surgiu sem a suprema magja de todos os dias.
Enquanto a imprensa anunciava
Nas rádios, sites, blogs, jornais  e televisões
A partida eterna de Dica Frazão.
Nossa grande artesã!


Raimunda de tantas histórias...
Duvido que algum jornalista, repórter
Não tenha algo a contar
Das muitas histórias que a ouviu narrar.
Quem nunca a entrevistou e coletou
Muito além do que foi reportar.
Bena Santana, então, tem muito a lembrar e relembrar.


Dona  Dica Frazão!
Com seus dons e talentos
Sempre, lá estava
De mãos leves a criar, enfeitar, customizar etc...
Dos lindos leques de penas de garças
Com arremate de patchouli,
Às lindas bolsas de palha e de  tururí.
Sua arte era seu encanto!
Arte de encher os olhos e o coração.
Tanta era a beleza que Dica fazia com as mãos.



Mulher singela, bela, ímpar.
Cheia de “pavulagem”,
Como toda cabocla da Amazônia
Era tinhosa, pomposa,  dona de si.
Contrastava sua arte
Com seu jeito doce e alegre de sorrir.



Mulher de fibra, que com fibra tecia e retorcia
Fazia monumentais acabamentos,
Com lágrimas de Nossa Senhora e tento.
Dava vida às sementes,
Era criativa e inteligente.


Com sua fala mansa e as boas gargalhadas
Amava se sentir importante.
Ser indagada, entrevistada, noticiada.
Apaixonada por sua arte.
Era uma linda estrela do artesanato.



Faustosa, religiosa, charmosa, maravilhosa , toda “prosa”,!
De tantas reportagens e de tantos relatos e relatos.
Foram grandes narrativas e mil histórias...
Do vestido da rainha à sua peça mais simples e bucólica,
Tudo lhe era vida, paixão, amor.



Sentimentos que Dica Frazão sempre repassou,
No seu jeito de partilhar suas  vivências
Enchendo de aprendizado a terra que tanto amou.
Tudo lhe  era simples e tão bom.


Mas, na tarde desta sexta-feira, no céu, estava calor demais...
Então, Deus a chamou, para confeccionar uma remessa de leques...
Dessa vez, não para turistas, mas para anjos
No lugar das penas e palhas
Dica agora vai  enfeitar seus leques
Com nuvens e flores.
Dica Frazão foi promovida de artesã à estrela,
Para sempre brilhar
E com seu brilho iluminar
O céu  poético da Santarém do Tapajós.



A passagem de Dica Frazão
Jamais será esquecida, nesta terra tão querida.
Santarém de tantas lutas e lidas.
Hoje, se levanta para de pé aplaudir e dizer...
Descansa em paz, grande artesã!
Enquanto sua arte e sua memória
Permanecerão vivas em nossos corações.
Obrigada D. Dica Frazão!!




Socorro Carvalho
Santarém – 19 de maio de 2017

22h45



 Créditos das fotos:
Foto: Pôr do sol - Nilson Vieira

Foto: D. Dica - Internet


quinta-feira, maio 18, 2017

ESTRANHO JEITO DE SER...


No espelho, vejo refletido minha imagem. Há uma mistura de sentimentos morando em meu olhar, num indefinível jeito de viver, de ser.

A inspiração demente, junta os tons, os sons, que se misturam numa tonalidade de mil nuances.

De repente, me sinto morar na poesia. Numa refutação de lembranças, me alieno dos pensamentos. Enquanto adormece no meu peito, o verso mais gostoso.

 O silêncio se perde dentro dos ruídos da madrugada. Contudo, sinônimos e antônimos se cruzam nas antíteses que rimam a poética.

Metáforas se aglutinam na fisionomia irônica da inspiração. Quimeras e devaneios se perdem na vasta amplidão dos sentidos. As estrofes se agasalham dentro do aconchego das rimas e versos, da poesia.

No meu estranho jeito de ser, sinto a poesia florescer e frutificar poemas regados com versos de amor.  Enquanto o orvalho segue molhando a saudade, me perco no encantamento que habita meu coração.

Já não posso mais  ser diferente do ser que o amor moldou, lapidou. Sou apenas eu. Um ser singular feito de pluralidades.

Hoje, o amor ocupa cada um dos meus espaços. Todo sentimento mora em meu peito. Não consigo ser diferente, o amor me domou. Tomou as rédeas do meu viver. Inspirou meu jeito de ser.

Toda estranheza do universo me assusta o olhar. Mas o coração palpita antigos sentimentos. Observo ao redor e contemplo a beleza do universo. Busco e encontro a inspiração na suave brisa que passeia acariciando minha pele, numa ritmada manhã.

Ah, esse meu jeito estranho de ser...

Nele quero permanecer e, em cada novo dia, renascer na  companhia e no êxtase ímpar da mais louca poesia, seja em prosa ou em versos.

O amor sempre morou em mim. Anoiteceu em meu peito e acordou em meus devaneios sorrindo em forma de rimas, mesmo na dor da poesia...



Socorro Carvalho

terça-feira, maio 16, 2017

SER MÃE...




Ser Mãe
É ser luz,
Botão em flor,
Fragrância de vida,
Sentimento de amor.

Ser Mãe
É ser rima e poesia
Ser pétala,
Dádiva,
Plena primavera.

Ser Mãe
É ser música
Canção e refrão,
Anjo, luz

O pulsar do coração.

Ser mãe
É ninar com mimo
Ser Santa em pleno paraíso.
Riso, alegria
Colo que ampara
Coletivo de sentimentos,
Amor raro, supremo.

Ser Mãe
É ser canto
Encanto da vida
Luar em versos,
Noite, dia
Luz que ilumina.

Ser Mãe,
É dádiva...
Anjo de Deus
Revestido de Maternidade,


Ser Mãe é ser anjo,
Ser Mãe é bondade!!


 Socorro Carvalho


Para minha sobrinha linda, Danielle Katrine
Minha musa e a MÃE  2017 
Mãe do:  Ámon 

Esposa do : Fábio Pires

sábado, maio 13, 2017

UM SÁBADO ILUMINADO, NA GUARANY FM...



  Hoje, 13 de maio, meu dia iniciou lindamente!! Acordei já com o sorriso lindo do meu neto. Depois, a chuva veio regar meu poema e o arco íris colorir meu amanhecer. Certamente, anunciando um dia espetacular. E foi. Era o dia de ir na Rádio Guarany FM participar do programa Canto da Amazônia, a convite da amiga Luciene Campos. Um dia mágico. A começar pelo iniciar do dia, conforme já destaquei. Então, vamos lá na Guarany...


A chegada foi maravilhosa. De primeira, foi o encontro com os colegas de imprensa que compõem a equipe de externa de rádio e tv da emissora: Repórter Valdir Ribeiro. Repórter Cinematográfico Geraldo Cordeiro, Edneu Aracaty que conduz a equipe pelas ruas e avenidas, ele é o motorista e o Djd  Jair Macedo. Valdir e Geraldo são parceiros de outras épocas, da mesma forma, que Luciene Campos, Waldiney Ferreira e Milton Correa o Miltinho.


Desde a recepção, com o abraço de saudação,  boas  vindas,  e  o delicioso self com os colegas, já pude  sentir que seria um dia lindo e bem legal.


Depois foi a hora do programa...


Nossa, que emoção!! O rádio é um fascínio, uma grande paixão, um amor!!A alegria de estar junto de uma amiga, que respeito muito e que é dona de uma energia tão boa. Nossa!! Não tem preço!! Foi bom demais. Partilhar histórias. Falar de sentimentos, família, profissão, amizade e carinho de uma só vez, sempre foi maravilhoso!! Sem falar do lisonjeio de ser lembrada, convidada, recepcionada e acolhida com tanto calor humano. Para completar, ainda falar na rádio. Reencontrar os microfones que nos levam a infinitas distancias, sempre, em companhias especiais, é uma sensação muito gostosa.


Foi muita emoção!! Poesia e comunicação!! Duas artes que me encantam e me roubam as melhores expressões. Algo indescritível foi o sentimento que se resumiu, nesta manhã, o meu coração. Esse coração bobo e cheio de gratidão. Quisera ter o tempo suficiente para lembrar todas as pessoas e falar de mil momentos, mas como não me foi possível ampliei a todos o meu sentimento de carinho e agradecimento. 

Sou extremamente grata a Deus, primeiramente, por todos os dons e, especialmente, pela oportunidade de estar viva e participar desse momento, que me foi um grande presente do Dia das Mães!! Admito. Foi simplesmente maravilhoso!! Se falei bem ou não, pouco me importa. Tudo que falei foi dito com o coração. E isso é o que vale, para um ser que nasceu poeta, com toda modéstia, claro.  Enfim, ressaltei, apenas  Nilson Vieira e Emi Okada, porque no olhar de cada fotografia , todos os dias, me inspiro e encontro versos para retratar em palavras,  lindas sensações. Por fim, a essa dupla, meu muito obrigado e minha gratidão.


Agradeço, imensamente,  a  Luciene Campos pelo convite , aos colegas pela acolhida e a Sra, Aparecida Serique que, após o programa, me recebeu em sua sala para  nos   agradecer e parabenizar pela presença na emissora. Depois o encontro com colegas que há tempo não via, foi simplesmente gratificante. Sem falar do sorriso bonito e acolhedor de d. Santana Marinho, Mel Serique , Aluísio  Jr., Joice Campos, Samara Viana e Miza Lima foi maravilhoso!! Isso nos faz bem!! O carinho e todo respeito de meu grande amigo, o Jornalista Milton Corrêa, o Miltinho,   com seu carisma inesgotável, só gratidão gratidão gratidão. 

Gratidão, ainda,  a cada um e cada uma que sintonizou a Rádio Guarany  FM ouviu o programa, me mandou mensagem por sms, no   face, no watshap. Obrigada a você que até gravou, né Wal Sensat?  Obrigadaaaa!!!


Olha Luciene!! Você me pegou pelo coração, mais uma vez, minha linda amiga. Obrigada, do Fundo do Coração, (nome de seu primeiro programa na radiodifusão).  Foi um momento de satisfação e felicidade!! Só depois de tudo, percebi que Deus tinha me preparado um lindo dia e, por isso, iniciou regando e colorindo minha singela inspiração...

 Enquanto isso,  a vida segue e eu  peço carona a essa poesia,  que é a arte de viver  novas emoções,  em  cada  dia... 

O que dizer? Não sei.
Somente...
Obrigada, Deus!!


Um cheiro, no coração de cada um e cada uma, com aroma de vida e poesia...



Socorro Carvalho


Confira as fotos...

O self feito pelo Valdir Ribeiro 

O início do programa Camto da Amazônia

Entrega do poema, para Luciene

Eu, o Zena e o bolo


Eu com Aluísio Jr.

Zena dando o seu recado

Eu fazendo com um dos melhores amigos, o microfone

Participação do Zena 

D. Santana, eu e Mel no cenário da tv Guarany

Eu com meu amigo Miltinho

Zena segue com seu recado e receitas

Luciene na apresentação do programa

Luciene com o poema que ganhou

Com as meninas do Setor Comercial -   Miza Lima e Samaira Viana 


D. Santana, eu e Meu - só doçura

Sra. Aparecida Serique - Diretora da emissora

Eu, Zena e o bolo das Mães

Luciene Campos, Zena e o bolo

Eu no estúdio da Guarany

O Jornalista Waldiney Ferreira  - coordenador de jornalismo da emissora e eu


Luciene com o seu vestido indiano - Perereca Moda indiana


Entrega do poema a Luciene

A Radialista Luciene Campos com o poema que ganhou 

Nós : eu,  Zena e Luciene

Eu e Luciene

Eu com d. Aparecida

Zena e eu

Eu com Joice recepcionista


Luciene em seu trono preferido

Self com os caras da Comunicação - Valdir, Jair, Aracaty, eu e Geraldo

D. Santana, eu e Mel, versão poderosas...rsrs


Com esse beijo em meu amigo Miltinho, meu singelo agradecimento por esse dia especial



quarta-feira, maio 10, 2017

EM TI DESCANSO MEU LOUCO DESEJO...

Amor,
Sozinha, aqui, imaginando tua boca quente viajando em meu corpo. Acariciando segredos e descobrindo caminhos inimagináveis. Imaginando... O sabor gostoso do teu hálito, a embriagar minha louca inspiração. Como miragem vejo teu rosto sorrindo. Há um singelo deslumbramento em teu olhar. Mas não estais de verdade. Só uma miragem. Apenas minha saudade que te guarda, como presente do amor que nos chama, nos clama e nos aquece. Fecho os olhos e te busco no mais íntimo desejo e te delego a ser minha mais louca imaginação.  Ah, essa prosa! Que rege meus sentidos e te traz bonito, para dentro de mim. Loucura. Tortura. Saudade de ti. O frisson de tua presença, mesmo imaginária, arrepia minha pele. Acorda antigos sentimentos. Enquanto majestoso, dominas meus pensamentos. O aroma de teu antigo perfume, invade meus sentidos e logo te tenho comigo. No mais absurdo e insano delírio. Tu és meu pecado preferido. Mesmo em delírio, viajo em ti. Ancoro no sussurro de tua fala. Enquanto agonizo em teu falo e descanso em teu êxtase.


Socorro Carvalho
Foto: Internet

GRATIDÃO - ANJOS NA TERRA, ANJOS HUMANOS...

Hoje, venho fazer um post diferente!!

Estou aqui para dizer a você, que está lendo minha postagem, que estou vendendo roupas, como muita gente já sabe. É isso mesmo. Há, quase dois anos estou desempregada, porém, não estou aqui para reclamar. Ou muito menos, por estar me sentindo vítima. Pelo contrário. A cada dia, com a força de Deus, me sinto mais dona da minha história e dos meus feitos.

Apesar de o Mundo parecer estar cheio de muita gente má. Ainda se tem anjos na Terra!
Claro, que não são anjos de asas voando por ai. São seres humanos assim iguais a eu, cheios de defeitos e imperfeições. São anjos humanos. Anjos que surgem como protetores, dentro dos acasos da vida.

Por falar em acasos, assim surgiu Maria Rosália Carvalho Gonçalves, em minha vida. Ela é uma mulher forte e determinada. Uma mulher, que de início ao vê-la se tem a impressão que é brava e de pouco papo. É verdade, em parte. Forte ela é, brava também. Mas tem dentro de si um coração gigante. Coração grande. Mas não cresceu por ser ruím, por ter sentimentos negativos. Jamais. Tem o coração grande por ser especial e virtuosa. Pessoa que a cada dia me ensina um pouco mais sobre a vida. Com isso, me sinto mais forte a cada dia.

Ela me deu a mão e se colocou a minha disposição para me dar suas confecções para eu vender e ganhar minha graninha, em comissão. Ela me conheceu empregada, com “estatus social” dentro da comunicação. Porém, o mais interessante, é que não era só amiga do meu emprego ou estatus, se tornou minha amiga pessoal. Amiga da Socorro Carvalho.  Por isso, me estendeu as mãos e acreditou em meu potencial e capacidade.

Somos amigas e com diferentes contrastes. Só um exemplo. Ela é defensora radical do governo Temer. Eu sou grande apreciadora de Lula. Oposição que tem gerado um grande desconforto entre muita gente pelo Brasil. Porém, entre nós não existe isso. Pois nos respeitamos, mesmo que em alguns momentos ocorram algumas provocações. Enfim, as  ideologias em nosso negócio não contam. Porque nossa amizade e respeito vão muito além dessa politicagem vergonhosa que está contaminando o Brasil. Uma coisa tenho certeza. Ela jamais será eleitora de Lula. Enquanto, eu jamais me renderei a Temer. Isso é fato. Mas nossa amizade continuará intacta.

Por fim, sigo aqui agradecendo a essa mulher por ter sido e ser assim tão espetacular. Em me abrir as  portas, mesmo, sem se importar e no momento em que mais precisava.  Ao mesmo tempo,  quero só  agradecê-la. Agradecer, primeiramente,  a Deus por ter instrumentalizado minha comadre Rute Sampaio para, um dia, ter me apresentado  a  Rosália.

Depois volto a agradecer,  a própria Rosália por ter sido tão constante em minha vida, nos últimos tempos. Agradecer também a Rosalmira   Gonçalves , irmã da Rosália, por todo carinho. Agradecer por  nossas conversas engraçadas,  pelos sucos e cafezinhos, sempre preparados com muito carinho em cada nova visita. Os sucos, os cafés são simples, mas revigorantes ao meu coração. Porque são preparados para minha pessoa e não para meu status   social, meu emprego. E isso, não tem preço. É ímpar.

Não muito diferente, Rosália sem ligar se tenho emprego ou não, sempre, me prepara o melhor cardápio e me oferta o que tem de  mais especial em sua casa. E, mesmo sem perceber me inspira a  cada dia a ser  uma pessoa melhor.

Hoje, acordei com essa vontade de agradecer e compartilhar esse momento da minha vida.
Estou sim, sem trabalho de carteira assinada. Estou sem o tal estatus social tão “prezado” por pessoas supérfluas. Porém, o que tenho de mais verdadeiro é o que tenho aqui dentro do meu peito, minha essência. E ser valorizada e respeitada por ela, supera qualquer dificuldade e  condição.

Não sou vítima! Jamais. Ressalto, tudo que até hoje vivi, trabalhando de carteira assinada, me proporcionou grandes momentos de aprendizados. Mas não lamento e nem sinto saudades.  A vida tem me ensinado muito. Hoje, posso ver e entender que precisamos de tão pouco para nossa felicidade. E isso é que tenho experimentado, feliz com pouco. Mas feliz.

Não estou vendendo roupas por ganância. Estou vendendo como uma forma de trabalho para  viver com dignidade.  E, claro, o faço usando os dons que Deus me deu de especial, a Poesia. Sem esquecer a elegância e bom gosto de uma boa libriana.

A você, que já é nosso e nossa cliente muito obrigada!! Seguimos por aqui protagonizando e fazendo História. Com a certeza de que nesse Mundo de tanta superficialidade ser valorizada pelo que se é, eis ai a maior dádiva para um ser humano.

Gratidão gratidão, aos anjos da Terra, anjos humanos!!

Socorro Carvalho 

segunda-feira, maio 08, 2017

ERA UMA SEXTA – FEIRA - COM UM FIM DE TARDE DE MÚSICA E ENCANTAMENTO...


Era sexta-feira, final de tarde, fui até a velha casa de Cultura de Santarém encontrar uma colega. Por ter chegado bem antes do horário combinado, sentei na escadaria da Biblioteca (já fechada) e fiquei lá esperando minha colega sair do ensaio.

Enquanto sentia um vento leve batendo em minha face,  observava tudo ao meu redor.  Os carros e pessoas que passavam na avenida Borges Leal, o entra e sai de meninos e meninas com seus instrumentos musicais, o colorido das flores, gramado limpo, verdinho a se recompor etc...


Porém, em meio a tudo isso, algo muito mais grandioso chamou minha atenção. Embaixo de um dos coqueiros que compõem a paisagem, estava sentado um grupo de jovens   formado por meninos e meninas, na sua faixa etária de seus 15 a 17 anos de idade, no máximo. Até ai,   nada de tão esplendido. Natural um grupo de jovens, você deve estar pensando. Mas o legal é que o grupo estava cantando e tocando violão, assim  de um jeito tão bonito. Ali, entregues a arte do canto e da suavidade do violão.


Junto com eles, sabe quem? Quinzinho, músico santareno, pagodeiro dos bons e funcionário público lotado na Biblioteca da Casa de Cultura. Claro, que o Quinzinho já passou da faixa etária citada, mas dentro do grupo ele estava a fazer toda a diferença com sua vasta experiencia musical, tocando e cantando junto com a turma. Por lá, ouvi de tudo, Adoniran Barbosa com seu trem das Onze, Elis Regina , Cássia Eller, dentre outros.


Um repertório ótimo de se ouvir num fim de tarde, música boa, de qualidade. Diga -se de passagem, antes que esqueça,   teve até Marilia Mendonça. Uma das mocinhas pediu  para cantar e o Quinzinho acompanhar. Ela é dona de uma voz linda, mas o Quinzinho se enrolou um pouquinho para achar o tom, mas achou e tocou.  Por coincidência, a mesma música cantada pela garotinha do texto do residencial Salvação. rsrs


Enfim, só um simples detalhe para contrastar meu relato. Pois o que mais quero ressaltar é a beleza da juventude. O encantamento que existia nos olhos de cada um jovem, despidos de qualquer maldade ali sentados a cantar a vida, viver os momentos.


Não me contive e logo pedi autorização para fotografar e após dei a todos os parabéns pela beleza e grandeza daquele encontro. Falei que aquele momento era lindo e que tinha ficado feliz de ver eles e elas envolvidos com a música, uma arte que é capaz de transformar vidas e a sociedade.


Dei meus parabéns ao velho músico Quinzinho, que permaneceu com a turma durante todos os minutinhos que o separavam de outro compromisso, que era tocar nos festejos do aniversário de Belterra. Indagado o motivo de ficar ali tocando e cantando. Ele justificou,  sempre que pode, após o expediente da biblioteca, atende o pedido dos jovens que é de sentar e tocar com eles. Achei massa!! Égua!!!


Um relato simples, que para muita gente pode parecer sem nexo,  mas em meu olhar é de um encantamento inimaginável!! Mais um momento bonito e de inspiração para o meu coração, minha vida. Confesso que sai de lá muito mais rejuvenescida e com mais alegria em desfrutar da vida, (ao meu modo) , mas desfrutando de tudo que a poesia me permite.


Encerro deixando meu abraço e carinho aquela turma mais que linda, da sexta – feira, na casa de cultura!!  Acreditar e potencializar a juventude esse é o ritmo certo para se fazer de cada jovem a letra mais bela de uma música, a VIDA!!!

Socorro Carvalho

Confira as fotos...



O músico e pagodeiro santareno  Quinzinho






sábado, maio 06, 2017

ELA, RUTH HELENA...



Ela gosta de poesia!
Curte Drumond, Quintana, Pessoa etc...
Perde-se na poética das palavras.

Ela mistura  contextos e textos
Exprime na escrita
Seu  mais profundo sentimento.

Ela é cabocla, tem jeito brejeiro,
Mas é elegante, como  uma deusa.

Ela é pura revolução
Grita, sussurra,
Tem  rima no coração...
Faz da poesia verso
Libertação.

Legitima guerreira,
Tem a força do Tapajós
É banzeiro e remanso
Por do sol em dias de verão.

Se preciso for,
Ela é chuva a regar sonhos,
Arranca poema da árida terra
Ela é alma e coração.

Ela é Samba e Rock and roll
Tímida  e extrovertida
Música e Literatura...

Ela é canto e refrão
Malícia e unção...
Ela é calmaria e erupção

Ela é mar e terra,
Metáfora da poética.
Sinestesia e ironia...

Ela é pura poesia,
É  mulher e menina...


Socorro Carvalho




Ruth Helena!!

Com esse poema, viemos expressar nosso  amor e carinho, neste dia especial!!

Feliz Aniversário!!
Saúde, luz, sabedoria e bons sentimentos!!
Celebre a vida com ardor no coração!!
Seja sempre você e o resto se adaptará as suas escolhas!!
Rime, faça festa, mas  se preciso for grite a emoção, mas seja sempre você!!

Grande beijo em seu coração!!
Amamos você!!!

Deus abençoe seus planos e projetos!

Grande beijo na alma!!!


Tia Socorro 
Primo Pedro 
Sobrinho: Pedrinho












sexta-feira, maio 05, 2017

AMOR DO MEU CORAÇÃO...SAUDADE!!!


Minha poesia encontra em ti a inspiração mais suave e o verso mais doce. Quisera poder estar contigo e te ninar em meu colo, cantar Carinhoso ( mesmo desafinada) só para te fazer dormir. Meu lindo menino, doce curumim!

Meu neto, pedaço precioso do meu coração. Em cada novo alvorecer,  cada luta e lida é em tua homenagem e assim, em cada dia que acordo, renovo a coragem para seguir buscando e logo te ter mais perto, sob meu olhar coruja, de vó apaixonada!

Hoje, não é teu aniversário, mas foi mais um dia que acordei cheia de saudade de ti, do teu cheiro e tua conversa das madrugadas. Saudade do teu lindo sorriso e da suavidade da tua pele. A distância geográfica me impede de te tocar, mas a saudade imensa te traz na brisa que toca minha face. Em teus olhos encontro a rima, a poética singular da minha melhor poesia. 

Ao fim do dia,  início de cada noite estou junto de ti no silêncio da minha oração. É nesse momento que pulsa mais forte meu coração. Todo sentimento é pouco, para te falar do meu amor e gratidão por tua existência, tua presença. 

Pedro Filho, minha linda razão, melhor emoção, amor do meu coração!!!



Socorro Carvalho

sábado, abril 29, 2017

SÁBADO DE INSPIRAÇÃO...

Andréia, Socorro, Karla e Lucy - da esquerda para a direita


O sábado iniciou regado de muita inspiração...  

O acordar para a vida, é uma necessidade de todo ser humano inserido nesse contexto complexo de tanto materialismo.

Mas deixemos pra  lá o contexto, a complexidade, o materialismo etc. Vamos falar de sensações e sentimentos de contentamento,  com o fascínio e a gratidão por estar viva e poder desfrutar das coisas boas da vida.


Muitas vezes, o  caminho é longo, porém, em passos constantes, sempre, podermos encontrar a direção e o verdadeiro sentido dessa incessante  busca. Nesse momento,   o mais importante é colocar cor e sabor na esperança,  que alimentamos dentro de nós, no dia a dia.

Neste sábado resolvemos caminhar em Santarém, olhar novos horizontes e nas pequenas coisas contemplar o grande,  subtendido,nas entrelinhas dos pequenos detalhes da vida, da existência. E foram tantos...
A visita à Catedral, as orações e o encontro com Maria Imaculada Conceição foi bom demais.

O peito cheio de emoção. Os olhos cheios de inspiração, foram regados pelas lágrimas da gratidão. Enquanto, a Concebida, “sem pecado original”, apenas nos olhava serena a ouvir nossos sentimentos e emoções. O self com  Ela, ao fundo, foi o mais lindo e especial que fizemos, neste sábado de tanta inspiração. Certamente, com seu Manto Sagrado estendido em nossa proteção. Foi grandioso, aos nossos corações.



A vida é tão passageira, por isso, contemplemos com amor cada detalhe que existe ao redor. Prestemos atenção aos sinais que o Universo nos dá em cada novo instante.

Hoje, por exemplo, um desses sinais surgiu diante de nós. Um vento, em forma de um leve redemoinho, saudou nossa passagem, como se a natureza nos cumprimentasse, com sua força e esplendor. Um sinal, que não passou despercebido e nos encheu de força e esperança. Era a manifestação de uma força superior dizendo, estou com vocês.

Por falar em força, natureza, em Santarém, temos esse privilégio de estarmos cercados pela mãe Natureza com dois rios lindos que banham e enchem de encantos nossa cidade e nossas vidas. Então, fomos saudar o Tapajós!! Rio bonito de lindas inspirações!!  O vento que nos toca, acariciando nossa face reforçando nossas certezas. Foi tão bom!!

O registro de momentos, apenas fotografou o que já eternizamos em nossos corações. Somos quatro mulheres lindas, inteligentes, determinadas, guerreiras. Somos tudo isso, sim. Somos do bem e o mais legal é que Deus sabe disso tudo e de tudo que guardamos em nossas mentes e corações. Por isso, Deus têm nos abençoado com Sua força e graça, em cada novo passo.

São tantas coisas a agradecer, mas preciso finalizar e guardar no coração esse olhar de amor e gratidão. Porém, fecho meu texto, com um beijo no coração das minhas companheiras dessa fabulosa caminhada de sábado Karla, Andréia e Lucy. Que nossa inspiração seja sempre a concretização de um novo olhar, um novo verso, sem jamais esquecermos   do que diz uma das músicas do grande e imortal Raul Seixas:
“Sonho que se sonha só
É só um sonho que se sonha só
Mas sonho que se sonha junto é realidade



Deus abençoe nosso sonho, sempre!!


Socorro Carvalho

Fotos: Andréia Matos e Lucy Naiara

Nossas fotos, no passeio em Santarém: