sexta-feira, março 20, 2015

O QUE EU PENSO SOBRE FELICIDADE...



No dia da felicidade fico aqui pensando o quanto me sinto feliz neste momento. Feliz pelo simples fato de existir. O ato mágico de poder acordar contemplar um novo dia e ao anoitecer ter a alegria de um leito para me amparar. Mesmo em meio a tantas lutas e lidas, antes de dormir, em meus agradecimentos, sou grata a Deus pela própria existência.


Amo o que faço. Contagio-me com a alegria e esplendor das crianças, adolescentes e jovens. Cada momento desde o mais simples ao mais extasiante é sempre sensacional. E em cada fim de noite fecho os olhos para glorificar esse Deus lindo e glorioso, que me ama e me faz ser do jeito que sou.


Amo a felicidade e me contagio com as conquistas das pessoas que amo. Sinto-me bem  em poder contemplar a vida em sua magnitude e nesse contemplar me extasiar com as cores do viver. Nuance que em cada novo instante  transforma o universo como se este estivesse em pleno arco íris.


Ser feliz é poder chegar em casa e mesmo cansada da lida diária ainda ter fôlego de preparar um molho de tomate caseiro para preparar um cachorro quente para o filho e se satisfazer vendo o filho comer o cachorro quente com aquele sorriso bonito no rosto. Ser feliz é ter coragem em cada novo dia, de ultrapassar limites, inovar, se permitir novos desafios e encara a vida como um constante aprendizado que se edifica em cada novo momento nos espaços onde habitamos e convivemos.


Ser feliz é ouvir as crianças, se entusiasmar com as muitas “estórias” e ao fim ter a alegria de beijar aquele rostinho sorridente e feliz por ter sido ouvido  em sua mais pura essência. Ser feliz é rir de nada. É aceitar que errou, pedir desculpas se preciso for e elogiar quando necessário. 


Ser feliz é se permitir aprender, mas sem se deixar impregnar pela repugnância  da autossuficiência mesquinha, que desola o mundo e corrói de mesquinhez tantos  corações.


Ser feliz é ser grata a quem lhe faz o bem e ao mesmo ter nobreza para  perdoar. É saborear a a presença da família, dos amigos (de verdade) e ter compaixão de quem não sabe o valor de uma amizade de verdade. 


Ser feliz é ser capaz de amar sem medidas, pelo simples fato de se permitir contagiar por bons sentimentos. É poder respirar o vento do Tapajós e nele sentir o perfume da vida, do amor, da inspiração.

Enfim...
Ser feliz é ter olhos apurados sempre a olhar, antes de tudo, com o coração para que as máquinas e o sistema não roube a alegria de sentir sensações e a certeza de humanidade no coração... 


Se tudo isso é ser feliz... então admito ... estou feliz.... muito feliz. Graças a Deus.



Socorro Carvalho

Postagens em destaque

Em entrevista, o Poeta e Compositor santareno Renisson Luis Vasconcelos fala de sua arte e do amor que tem por Nossa Senhora da Conceição

Estamos na semana que antecede o Círio 2017 de Nossa Senhora da Conceição, Padroeira de Santarém.  Uma semana intensa de preparativos ...