sexta-feira, março 17, 2017

LÍNGUA PORTUGUESA - UMA VIAGEM!!!

Olha sumano! Tô aqui pra te contá  como foi onte à noite no seminário de língua portuguesa na Ufopa...

Bora lá?

Embarca ai na canua, pega o remo e vamo seguir no remanso e banzeiro na história desse português, que é uma grande viage. Olha manuzinho e manazinha foi uma trabalhera pra fazer esse evento, mas com a ajuda da grande tribo, tudo foi organizado.Mesmo com muita chuva o momento  saiu como era esperado.

Tudo começô com a recepção tinha um curumin e uma cunhatã lá na entrada, sardando os participantes. O casal estava lá produzido de dois poetas famosos, Cecilia Meireles e o garanhão do Camões, sabe que foi bem interessante!!

Depois todo mundo entrô no arditório e o evento iniciô.

Um gatão fez aquele negocio da falação e convidô pra composição da mesa. Só artoridades!! Todo mundo bem perparado e cheio de pavulagem! Desse jeito toda a cambada deu seu recado. Em meio a esse momento, teve prosa e poesia. Umas cabocas e cabocos deram um show, declamando versos com entusiasmo e empogação.Até poesia inédita foi apresentada lá. Éguaaa!! Só gente intelectuá. Na hora da canturia  apareceu um cantô e sua viola, disque é famoso pras bandas de cá, era o Nato Aguiar. Já entrô fazendo graça e com sua alegria se encheu de pavulagem, contou potoca e com sua viola passou o programado. Passado todo esse momento...

Foi a hora pricinpar, momento de assistir a palestra daquelizinho, que veio das bandas de lá, o professô e dotô Dante Lucchesi que veio pra palestrar. E ainda está nessas bandas, manazinho!!!

Ele chegô onte em Santarém boca da noite , a modo. Participou da abertura do seminário de Língua Portuguesa, na Ufopa.

Égua! Foi muito bom! O cabôco é pai d'égua viu. Falô tanta coisa bunita. Disse que o caráter e competência não depende de falar "certo" e quando alguém fica dizendo isso, tá praticando um tar de preconceito linguístico.Num sei explicar direito, mas ele foi porreta e falô tudo bem certinho. Véi, o babado foi pra lá de supimpa. Uma hora lá, ele embolo tudo, mas depois desenrolô de novo. Não sabia se falava com a Luisa ou com a Maria. E nessa hora a , cabocada se abriu na risada. Olha essezinho, o dotô num é daqui, mas tinha hora que falava bem igual um legitimo papa chibé, desses daqui que já são formados. O Dotô  falô da Política, esculachou, avacalhou com quem pensa que sabe tudo e não sabe nada. Foi show, ouvir ele falar daquela cambada.

Mas deixa pra lá vamos jar vortá pra cá. O professô foi convidado disque, pela dotora,  aquelazinha do gelopa,  Ediene Pena Ferreira que tava lá toda prosa. Só o tody a roupa dela. Parece uma sarda da beira do Tapajós ( os bons entenderão). Igual a ela tinha um cardume por lá. Tinha mais otras  dotoras e outros dotores da Ufopa  Ana Maria, Ansermo Colares, Terezinha Pacheco e outros mais, éguaaa legal demais!!

Olha já!! Tu tão foi seu abestado? Olha pequeno, se não fostes, tu não vazes mais , pois agora só em outro seminário. Tará será lezo e não presta atenção na programação da universidade?¹ Cuidado mano, se tu não estudar, tu tá é  lascado.

Assim ocorreu a noite do seminário: Viajando na História Social e Linguística do Português Brasileiro. Cheio de momentos bonitos e preciosos.  O evento prossegue durante o dia de hoje, na Unidade Rondon – UFOPA. Uma viagem linda ao nosso Português de tantas caras e variadas histórias.


Nosso muito obrigado ao Professor Dr Dante Luchesi pela presença. Mas olha , ao dotô deixo um recado. Vê se vai na praia ficar um pouco de bubúia só curtindo um pouco do banho no Tapajós e apreciando nossas muitas paisagens! E, sempre, que puder volte para nos visitar!!Enquanto não viaja aproveite o tempo pra passeá.... Tá ligado?



Socorro Carvalho

CONFIRA ALGUMAS FOTOS... 





















































Fotos tiradas de forma conjunta por nós participantes do seminário

Postagens em destaque

Maria Maria

Maria, Da lua Herdastes brilho e serenidade. Do sol Juntastes calor e esperança. Doce Maria! De encanto, de amor. Suave como a b...